2.4.12

A desertificação e os problemas do mau uso do solo

Quando pensamos num deserto, muitas vezes temos a mesma visão: uma grande região seca, cheia de areia e que sempre sempre existiu daquela forma. Mas não é bem isso. Desertos podem ter sido regiões férteis um dia e depois se tornaram o que são. Isso pode acontecer de forma natural, com mudanças no clima, que levam a mudanças na composição do solo e assim por diante, até virar um deserto como conhecemos.


Para  que uma região se torne um deserto de fato - ocorrendo um processo chamado desertificação - , uma série de eventos ocorrem, mudando as característica do solo de antes:

  • Longos períodos de seca;
  • Com pouca umidade, muitas plantas nativas acabam deixando de viver no local;
  • Com pouca água e vegetação reduzida, a fertilidade do solo cai, o solo endurece, dificultando o crescimento de novas plantas;
  • Com o solo endurecido, menos água é absorvida por ele num dia de chuva;
  • Observa-se sinais de salinização do solo, já que não há água para ajudar na diluição deles;
  • Com o solo endurecido, sem vegetação, a erosão ocorre de forma muito acentuada, causando grandes sulcos e acabando de vez com as características anteriores do solo dessa região.

A formação de um deserto pode acontecer naturalmente, mas as ações humanas (como sempre!) contribui para que a desertificação ocorra mais depressa e em regiões onde seria muito difícil ocorrer naturalmente. O mau uso do solo está intimamente ligado a desertificação. Monoculturas, pecuária intensiva, queimadas e desmatamentos mudam a composição do solo, reduzindo sua fertilidade e deixando-o exposto ao intemperismo (como chuvas e ventos), que acaba levando partículas do solo e matéria orgânica para longe. 

Enfim, a desertificação afeta todos os seres vivos que vivem onde ela está acontecendo: plantas deixam de existir, animais perdem seus habitats, pessoas sentirão falta de água e alimentos. Muitas vezes as áreas sujeitas à desertificação abrigam as populações mais pobres do mundo. Com o solo virando deserto, faltarão áreas para plantio, diminuindo a produção de alimentos para as pessoas.

São vários os lugares no mundo onde existe acelerado processo de desertificação. No Brasil, ele ocorre principalmente no Nordeste e no Norte de Minas Gerais, além de partes do Paraná entre outros. O Nordeste e o norte de Minas são regiões tradicionalmente secas, com falta d'água e solo degradado pelos anos de monocultura canavieira. Nada mais propício para acelerar a desertificação por aquelas bandas...


Para tentar reverter esse quadro, é necessário a difusão de boas práticas de uso do solo, como o plantio direto, consorciação, fim dos desmatamentos e queimadas. É só cada um querer fazer que a situação muda. Dessa forma, muitas pessoas, animais e plantas terão uma vida melhor. 

Precisamos demais do solo, saber cuidar dele é um dever para que possamos usufruir dele pelo tempo que a humanidade tem no planeta Terra.


  • Pesquisando na internet, encontrei algumas imagens de uma campanha contra a desertificação lançada pela WWF. As imagens mostram animais virando areia, numa referência a alteração que o solo sofre com a desertificação e o sumiço dos animais da região onde isso ocorre. Veja:



                         



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...